PALAVRAS DE ANTANHO: “BEM ME PARECIA QUE ESTAVA A OUVIR UMA VOZ MAVIOSA.”

“Bem me parecia que estava a ouvir uma voz maviosa.”

Esta foi a frase que proferi com alguma ironia ao ouvir um colega que mal-cantava uma difícil cançoneta de Natal, mas quando me escapou da boca logo me assaltou a dúvida, agora metódica: vocês conhecem a palavra “maviosa”?  “Hã, mas existe mesmo? Pensava que estavas a brincar e que era ‘maravilhosa’ dita de maneira deturpada”. Aí está: mais uma palavra de antanho. Já poucos conhecerão este adjetivo que significa harmonioso, agradável ao ouvido, suave, doce, terno – podendo não ser exclusivamente aplicado a música / som, mas também a cores / pintura ou formas, por exemplo.

Terá origem em “amavioso”, com ablação do “a” inicial. “Amavioso” quer dizer aquilo / aquele que tem amavios ou encantos. Estes amavios são filtros, beberagens, que se supunha despertarem o amor. São também feitiços, encantos. Etimologicamente crê-se derivarem de “amibilia”, plural de “amabilis”, que, em latim, significa “amável, “amoroso”.

 

Nazaré Carvalho