Siga o nosso blog

Loading

Palavras e usos de antanho: “Tudo fino!”

Em tempos não muito idos, a palavra “fino” tinha dimensões hoje quase desconhecidas e muito pouco utilizadas. Aqui vai uma história cheia de “finos”, em várias aceções, num ambiente ficcionado, de antanho, que bem poderia situar-se na primeira metade do século XX. – Então, lá por casa, está tudo fino, ó Simão? – Estão todos […]

ler mais

Epifanias linguísticas – Os palitos são ¡espantosos!* ou ¿espantosos?

Retomando o tema das epifanias linguísticas, muitas são as que me acometem atravessando do espanhol para o português e vice-versa. Nada de estranho, considerando a origem destas duas línguas ou, melhor ainda, considerando o facto de, aparentemente, não terem divergido muito entre si. Mas falemos de epifanias. Há não muito tempo, ouvi uma mãe espanhola […]

ler mais

Epifanias linguísticas – Beefs & Frogs

De vez em quando acontecem-me epifanias linguísticas, nada de muito grave – coisa que se resolve com bons dicionários que permitam fazer o caminho até à etimologia das palavras. O que se passa é que, não raro, estabelecem-se no meu cérebro ligações entre palavras que normalmente convivem, sem suspeitarmos de que sejam da mesma família. […]

ler mais

Suíças, matacões, moscas, peras e passa-piolhos

Suíças, moscas e passa-piolhos… Eis mais umas quantas palavras que já não constam, na sua maioria, do vocabulário dos mais novos, pelo menos na aceção capilar. Estão então estas três palavras associadas por se tratarem todas de opções capilares masculinas, que, com o tempo, têm estado mais ou menos na moda. Começando pelas suíças, estamos […]

ler mais

Pontos nos is!

Não sei há quanto tempo já se perdeu a noção do que significa “Muito obrigada/o”, mas cada vez mais me apercebo de que aumenta exponencialmente o número daqueles que desconhecem os fundamentos linguísticos do que estão a dizer quando proferem esta fórmula de agradecimento, o que maioritariamente resulta em incorreção. É verdade que todos a […]

ler mais

PALAVRAS DE ANTANHO: “BEM ME PARECIA QUE ESTAVA A OUVIR UMA VOZ MAVIOSA.”

“Bem me parecia que estava a ouvir uma voz maviosa.” Esta foi a frase que proferi com alguma ironia ao ouvir um colega que mal-cantava uma difícil cançoneta de Natal, mas quando me escapou da boca logo me assaltou a dúvida, agora metódica: vocês conhecem a palavra “maviosa”?  “Hã, mas existe mesmo? Pensava que estavas […]

ler mais

Palavras de antanho: andar numa fona

“Andamos aqui todos numa fona!” Esta expressão, muito usual há umas décadas, é agora uma ilustre desconhecida para a maioria. Diz-se que se anda numa fona quando o ambiente é de correria, lufa-lufa, roda-viva. Mas, o mais curioso é que, mesmo para muitos daqueles que sempre a utilizaram, o significado de “fona”, nesta aceção, é provavelmente desconhecido. Lembro-me de, num rigoroso dia de […]

ler mais

Palavras de antanho

Nazaré Carvalho é especialista em comunicação, tendo trabalhado mais de 12 anos no departamento de comunicação da McKinsey & Company. É estudante de flauta transversal, e dotada de ouvido apuradíssimo para a linguagem. Aceitou o convite que lhe dirigimos para escrever sobre palavras no blogue da Letrário, e damos-lhe hoje as boas-vindas.  “Estes jornais ainda mascarram […]

ler mais