15 Curiosidades sobre Línguas do Mundo

Usamos uma língua todos os dias, mas quanto sabemos sobre a língua que usamos?

A Letrário – Translation Services decidiu juntar

15 curiosidades sobre línguas do mundo para partilhar consigo.

Sabia que…?

  1. Os havaianos têm mais de 200 palavras para designar a chuva. Por exemplo, kili noe descreve uma chuva que é fina e ligeira; kili ʻohu descreve uma chuva ainda mais fina e ligeira e ʻaihale descreve uma chuva que cai circundando a nossa casa.1

 

  1. Há mais de 200 línguas artificiais2 em livros, filmes e séries, como o klingon (Star Trek) e o quenya (O Senhor dos Anéis), uma das várias línguas élficas criadas pelo filólogo e escritor J. R. R. Tolkien.

 

  1. A criptofasia, do grego crypto (segredo) e phasia (linguagem), é um transtorno linguístico característico dos gémeos. Trata-se de uma língua secreta que só os gémeos percebem. Ocorre em 40 a 47 % dos gémeos na primeira infância, tem origem ambiental e não genética, e desaparece rapidamente. Pode também ocorrer em irmãos que não são gémeos ou em amigos próximos.3

 

  1. A Papua-Nova Guiné é o país onde se falam mais línguas: mais de 800. Infelizmente, a maior parte não está documentada e encontra-se em vias de extinção.4

 

  1. No Brasil, fala-se uma variante de alemão. Quase extinto na Pomerânia histórica, região situada no norte da Polónia e da Alemanha, o pomerano é uma variante do baixo-alemão falada em várias regiões do Brasil hoje em dia, especialmente nos estados meridionais e no estado do Espírito Santo. Em Santa Catarina, Pomerode, 90 % dos habitantes falam o dialeto, que é diferente do alemão-padrão, porque as línguas têm origens distintas. O pomerano assemelha-se mais ao holandês, ao vestefaliano e ao saxão antigo.5

 

  1. Embora todos presumam que o inglês é a língua oficial dos Estados Unidos da América, este país não tem língua oficial.6

 

  1. As línguas faladas na Coreia do Norte e na Coreia do Sul são atualmente bastante diferentes. Devido à separação, têm um vocabulário e regras gramaticais distintas. Por exemplo, na variante do sul, os estrangeirismos são facilmente aceites; na do norte, cunham-se termos próprios.7

 

  1. Os falantes nativos têm um vocabulário ativo (palavras que usam no dia a dia) que pode ir das 30 000 às 50 000 palavras e um vocabulário passivo (palavras que percebem) que pode ir até às 100 000 palavras.8

 

  1. O alemão é a língua mais falada na europa. Além da Alemanha, há cinco países em que o alemão também é língua oficial: a Bélgica, a Áustria, a Suíça, o Luxemburgo e o Liechtenstein.9

 

  1. Pelo menos metade da população mundial é bilingue.10

 

  1. A Bíblia continua a ser o livro mais traduzido do mundo. Segundo a SIL, pelo menos um livro da Bíblia já foi traduzido para 2400 línguas das 7000 listadas pela instituição.11

 

  1. Segundo o Ethnologue, publicação da instituição cristã SIL International, existem 7117 línguas no mundo, e a maior parte são dialetos.

 

  1. Estima-se que metade das 7000 línguas do mundo estará extinta até ao final deste século, e que cerca de uma língua morre a cada 14 dias.12

 

  1. Apenas 23 línguas são faladas por mais de metade da população mundial.13

 

  1. Vários linguistas acreditam que a linguagem teve origem em 100 000 a.C.14

 

Gostou de aprender mais sobre as línguas do mundo? Qual é a sua curiosidade favorita? Partilhe connosco!

Se necessitar de ajuda com alguma língua, teremos todo o prazer em ajudá-lo. Fale connosco.

 

 

 

Bibliografia

1 Dekneef, M., 2016. Hawaiians Have More Than 200 Words For Rain. [online] Hawaii Magazine. Disponível em: <https://www.hawaiimagazine.com/content/hawaiians-have-more-200-words-rain> [Consultado a 18.05.2020].

2 Danesi, M., 2016. Language and Mathematics. De Gruyter Mouton.

3 Reynolds, C., Vannest, K. e Fletcher-Janzen, E., 2014. Encyclopedia of Special Education. Hoboken, N.J.: John Wiley e Sons.

4 Pereltsvaig, A., 2016. Languages of the World. Cambridge: Cambridge University Press.

5 Piskorski, J. e Warnecke, A., 1999. Pommern Im Wandeln Der Zeiten. Szczecin: Zamek Książąt Pomorskich.

6 Wardbaugh, R., 1986. An Introduction to Sociolinguistics. Oxford: Basil Blackwell.

7 Labourdette, J. e Auzias, D., 2019. NORTH KOREA 2019/2020 Petit Futé. Paris: Nouv. éd. de l’Université.

8 Gallagher, E., 2008. Equal Rights to the Curriculum: Many Languages, One Message. Multilingual Matters.

9 Clyne, M., 1995. The German Language in a Changing Europe. Cambridge: Cambridge University Press.

10 Grosjean, F., 1982. Life with Two Languages: An Introduction to Bilingualism. Cambridge, Mass.: Harvard University Press.

11 Roberts, M., 2014. Defending The Bible Against Christians. Westbow Press.

12 Price, K., 2013. Dying Languages: Scientists Fret As One Disappears Every 14 Days. [online] thestar.com. Disponível em: <https://www.thestar.com/news/world/2013/04/15/dying_languages_scientists_fret_as_one_disappears_every_14_days.html> [Consultado a 18.05.2020].

13 Simons, G. e Fennig, C., 2017. Ethnologue. Dallas: SIL International Publications.

14 Leakey, R., 1981. The Making of Mankind. New York: Dutton.