Quais são as diferenças entre tradução, edição e localização?

Entre o trabalho de tradução, de edição e de localização há diferenças que é importante todos conhecerem, por um lado, para tornar mais simples e rápida a comunicação entre quem encomenda e executa estes serviços e, por outro, para evitar quaisquer equívocos decorrentes de expetativas inadequadas.

Tradução

  • A função de um tradutor é verter para outra língua um texto a que habitualmente se chama o original.
  • O tradutor deve fazê-lo de modo a que o leitor fique com a impressão de estar a ler um texto escrito na língua de chegada.
  • Se o tradutor encontrar erros de expressão no original, procurará compreender o que o autor pretendeu dizer e procurará exprimir-se melhor na tradução. Mas se o texto original contiver um facto errado, por exemplo, o tradutor não deve corrigi-lo. Se se der conta do erro (o que acontece muitas vezes), poderá deixar uma nota destinada ao autor da tradução, mas não deve corrigir o erro, uma vez que, se o fizer, a tradução perde o estatuto de tradução e o tradutor ultrapassa os limites da sua função.

Edição

  • Algo semelhante acontece quando o original carece de edição. Ou seja, quando as ideias estão mal organizadas, há repetições desnecessárias ou passos pouco claros. O tradutor não pode permitir-se cortes, nem alterações de ordem, nem eliminações de passos do texto original, por muito que eles se justifiquem. Estes atos estão fora dos limites que se impõem a um tradutor, já que pertencem ao autor ou ao editor.
  • É certo que um tradutor pode acumular as funções de edição. Ou uma agência pode ocupar-se primeiro da edição de um texto, obter a aprovação do autor, e traduzir o texto já editado. Mas estas operações têm de ser previstas, cuidadosamente planeadas e orçamentadas.
  • Será portanto natural que alguém se sinta dececionado se, ao encomendar uma tradução, receber apenas uma boa tradução, quando esperava receber um texto não só traduzido mas também editado… E, no entanto, o tradutor fez exatamente o que deveria fazer.

Localização

  • Para evitar equívoco semelhante, usa-se o termo «localização», que designa um conjunto de operações associadas à tradução.
  • Quando alguém encomenda uma localização, isto significa que, num certo original, há referências físicas e culturais a um certo local do mundo e que a tradução pretendida será usada noutro local do mundo. Por esta razão, todas as referências físicas e culturais terão de ser adaptadas ao local onde a tradução será usada.
  • Por exemplo, o tratamento por tu, num certo texto, pode ser inadequado à cultura do local onde será usada a tradução, pelo que será necessário fazer as devidas adaptações.
  • Se num certo original se pedem documentos de identificação de pessoas que não existem no local onde se usará a tradução, será necessário investigar quais os documentos correspondentes neste local. Quaisquer referências a hábitos, a horários, a figuras nacionais, a personagens populares, a espaços públicos terão de ser substituídas por outras que façam sentido para os leitores da tradução, quando se trata de uma localização.
  • Em todo o caso, o termo «localização» é um bom exemplo de como a indústria da tradução criou uma forma de identificar, com clareza, uma especificidade do serviço de tradução, que, ajudando a comunicar e a gerir expetativas entre quem encomenda e quem entrega encomendas, elimina felizmente quaisquer equívocos.

Todos os serviços que referimos acima:

tradução, edição e localização

são serviços que as empresas profissionais de tradução prestam aos seus clientes. São serviços distintos, mas intimamente relacionados. O importante é todos perceberem o que podem esperar de cada um destes tipos de serviço.

Na Letrário trabalhamos diariamente nestas três áreas: tradução, edição e localização. Se necessitar de ajuda na tradução, edição ou localização de algum documento, ou conjunto de documentos, não hesite em pedir-nos um orçamento.

Se tem interesse em compreender melhor o trabalho envolvido numa tradução profissional, faça o download grátis do nosso e-book: 12 Tips on How to Translate like a Pro!